Pensando em Inglês

Para falar inglês com rapidez, eficiência na comunicação e naturalidade você precisa desenvolver o seu raciocínio em inglês. Ou seja, você tem que pensar em inglês para realmente falar como um nativo. Eu eu já sei o que você deve estar pensando: Já me falaram isso um milhão de vezes, mas como eu consigo realizar esta façanha.?

Lembro-me de uma situação em que me encontrava, no tempo em que ainda estudava inglês, pré-intermediário para ser mais preciso, e o meu professor disse que a partir daquele instante era necessário pensar em inglês. Daquele dia até o dia em que realmente comecei a pensar em inglês, foram pra mim dias difíceis porque eu sempre me perguntava como isso seria possível.

Quando começamos a falar, compreender, fazer e responder perguntas em português, estamos estimulando o nosso cérebro a compreensão na nossa língua mãe, no caso aqui, o português. Depois de tudo aprendido e compreendido por nosso cérebro, o mesmo já está acostumado a se virar nessa língua. Então, decidimos aprender uma segunda língua. Aí vem a confusão. Como então desacostumar o cérebro a pensar em português e começar a pensar em outra língua?

Você pode até me dizer: morando em um país que tenha essa língua que você está estudando como língua mãe. E eu digo pra você que você está totalmente errado! Não é preciso nada disso! Ainda que viajar e experimentar viver no exterior seja uma experiência fantástica e só vai enriquecer sua vida.

Aprender a pensar em outra língua, no caso aqui o inglês, é possível e vou te falar um pouco como você pode alcançar isto.

Pensar em inglês é um processo e não um botão que se aperta. Entenda isso e avance um pouco de cada vez. É comum que você sinta algum desconforto. Afinal, você irá precisar exercitar esta prática até que ela se torne um hábito e quando for um hábito você fará naturalmente sem que isso exija um grande esforço.

Recomendo ainda falar sozinho. Isso mesmo! Fale sozinho. Você não quer pensar em inglês? Os pensamentos nascem de conversas internes de nós com nós mesmos.

Você irá se considerar “louco”, na maioria das vezes, mas é tudo normal e acontece com todo mundo em certo estágio do aprendizado e, quando menos esperar, este processo de pensar em inglês será automatizado por seu cérebro. E quando isto acontecer você estará pensando em inglês como um nativo.

Se você é daquelas pessoas que tem o costume de sonhar e falar a noite não se espante se alguém na sua casa disser que você conversou em inglês dormindo. Isso já aconteceu comigo diversas vezes. E se isso acontecer com você será a prova irrefutável que você está pensando em inglês automaticamente, pois o subconsciente responsável pelos sonhos age por conta própria, sem uma ordem direta de nossa vontade.

Escutar músicas e assistir filmes em inglês também ajuda na memorização de expressões e palavras novas e, com certeza o ajudará a imergir na cultura e forma de expressão do idioma.

Quando você passar por essa fase de querer pensar em inglês, chegará outra onde você começará a misturar os idiomas. Calma! Isso é normal também e acontece porque você está realmente pensando em inglês.

Espero que tenha gostado!