Diferenças de Pronúncia entre inglês e português

Muitas pessoas que estão aprendendo inglês sentem que um dos objetivos mais importantes no aprendizado da mesma é falar exatamente como um nativo e, é nessa parte que entra a questão de fonologia. As diferenças fonológicas entre inglês e português existem e devem ser consideradas, já que os fonemas das mesmas não são iguais em tudo.

O inglês possui algumas particularidades no que tange à fonologia (formas reduzidas, entonação, tonicidade de frases e palavras), que têm um papel importante na fala, pois podem alterar o sentido do que é dito.

Observe as seguintes diferenças:

Pronúncia x ortografia – as pessoas às vezes reclamam da ortografia das palavras em inglês e a maneira como se lê, pois diferentemente do português, nós escrevemos de uma forma em inglês e lemos de outra, mostrando assim, que essa correlação entre pronúncia e ortografia é um dos pontos fundamentais no estudo da fonética.

Vogais x consoantes – é preciso lembrar que existe uma diferença entre vogal e consoante (letra) e vogal e consoante (som). Por exemplo, em inglês, as cinco vogais (letras) no alfabeto são A,E,I,O,U e às vezes Y e o resto são consoantes. O inglês, por ser considerada uma língua germânica, a articulação dos sons é considerada de natureza difícil, pois ela é rica no uso de consoantes, enquanto que no português é o uso de vogais e combinações de vogais (ditongos e tritongos) que se destaca.

Sílabas – com relação ao português, o inglês é uma língua que economiza nas sílabas. As palavras monossílabas são muito mais usadas que no português. A média das outras sílabas por palavras também é inferior e quando se trata de frases, a tendência é sempre aumentar. Nota-se, portanto, uma dificuldade de percepção por oferecer uma menor sinalização fonética.

Número de fonemas – por usar um número menor de sílabas, o inglês utiliza um número maior de sons vogais, pois precisa diferenciar suas inúmeras palavras monossílabas. Por exemplo, o português apresenta 7 vogais (sem as variações nasais) e no inglês norte-americano temos 11 vogais. Com relação às consoantes, acontece o contrário, o inglês é rico no uso das mesmas, pois possui um número maior de fonemas consoantes. O inglês utiliza 24 consoantes contra 19 no português.

Tonicidade – sabemos que a acentuação tônica de uma língua influi na sua característica sonora. Em português, temos três tipos de acentuação tônica (oxítona, paroxítona e proparoxítona) e em inglês são 5 tipos e nenhuma é predominante.

Como você pode notar, as diferenças de pronúncia entre inglês e português mostram que não se aprende inglês se você não tiver nenhum contato com a língua falada.